terça-feira, 30 de agosto de 2011

FIAT DÁ SHOW DE TECNOLOGIA NO CINQUECENTO


Neto do primeiro Cinquecento, lançado há mais de 50 anos, em 1957, o novo Fiat 500, produzido na fábrica da Crhysler (hoje, da Fiat), em Toluca, no México, que o livra de parte dos pesados impostos cobrados no Brasil dos veículos importados. 



Em Janeiro deste ano, numa viagem pela Europa, achei um Cinquecento original estacionado numa avenida de Amsterdam e não resisti à vontade ser fotografado ao lado desse simpático carrinho que fez furor na década de 60 e seguintes do século passado, na Europa. 

As diferenças, como se pode constatar nas fotos acima, entre o Fiat 500 antigo e o novo são gritantes. 

A simplicidade e a timidez do vovô esvaíram-se, não tanto no tamanho, mas no porte, presença e arrojo do Cinquecento 2011.

O novo Fiat 500 que já é comercializado nos Estados Unidos, Canadá e México, chega ao Brasil com novos equipamentos de série. 

Bem, na medida em que não tive ainda oportunidade de testar esse simpático carrinho, é melhor mostrar o que a Fiat diz:
"A gama do novo Fiat 500 é muita completa. Traz duas motorizações, três diferentes tipos de câmbios e cinco versões, além de uma série especial, a Prima Edizione, de apenas 500 exemplares numerados, que chega junto com a linha 2012, na versão Sport Air. Custará R$ 50.400,00".

“Repleto de tecnologia, o Fiat 500 privilegia o conforto e a segurança dos passageiros. Entre os itens podemos destacar alguns, como ESS (sinalização de frenagem de emergência), freios com sistema ABS e EBD, ASR (controle de tração), ESP (controle de estabilidade), Hill Holder, Isofix e até sete air bags”.

Dois motores e três câmbios
O Fiat 500 vem com duas motorizações: 1.4 EVO Flex, 88 cv e o novo 1.4 16V Multiair a gasolina:

§ O motor 1.4 16V representa a primeira aplicação da tecnologia multiair – inventada e patenteada pela Fiat Powertrain – em um modelo Fiat no Brasil;

§ As versões dotadas de motor 1.4 16V multiair podem ser equipadas com câmbio automático sequencial AISIN, de 6 marchas;
§ O Fiat 500 também é o primeiro a receber a combinação de motor 1.4 EVO Flex e câmbio Dualogic®.

Veja a performance da cada versão dos novos Cinquecento:
O mais rápido é Sport Air Multiair (sistema que controla a entrada de ar e da combustão, garantindo o controle dinâmico da entrada de ar, cilindro por cilindro, através do acionamento eletro-hidráulico das válvulas, um mecanismo muito mais preciso do que o utilizado nos motores convencionais) 1.4l 16V, motor a gasolina, de 105 cv, câmbio mecânico. 

Chega aos 183 km/h e leva 10,2 s de 0 a 100 km/h. 

É também o mais econômico: faz 13,7 km/l na cidade e 17,5 km/h, na estrada.
Os automáticos: Lounge e Sport Air Multiair 1.4 16V, 105 cv, têm velocidade de ponta de 179 km/h, de 0 a 100 km/h demoram 12,6 s e gastam um pouco mais: 12,3 km/l na cidade e 16,5 km/l, na estrada.

Os flex Cult têm duas versões, ambas com motores 1.4 flex, de 88 cv, mas de 8V. 

Atingem velocidade máxima de 172 km/h, com etanol e 170 km/h, com gasolina.
Um tem câmbio Dualogic (automatizado, sem embreiagem) e, o outro, câmbio mecânico.

A versão de motor a gasolina faz de 0 a 100 km/h em 12,2 s, e a etanol, em 11,8 s. 

Veja o consumo em ambas as versões: gasolina, na cidade, 14,3 km/l e, na estrada, 17,9 km/l. 

Com etanol, 9,6 km/l, na cidade, e, 11,8 km/l, na estrada.

Muita tecnologia no câmbio



O câmbio automático sequencial de seis marchas oferece o máximo de conforto e prazer ao dirigir com menos consumo de combustível.

Veja algumas de suas características:
• Quatro modos de funcionamento: Eco, Sport, Winter e Manual;

• Conversor de torque com lock-up de última geração;

• Função Kick-Down;

• Brake Assist: reduz automaticamente as marchas em freadas bruscas com funcionamento integrado ao ABS;

• Adaptação inteligente ao modo de condução: - Sensor Up-down Slope para adaptação do veículo à inclinação

- Função Cornering, que impede o avanço das marchas em curvas

- Função Fast-Off, que inibe a troca de marcha desnecessária quando o condutor tira o pé rapidamente do acelerador

• Funções Neutral Control e Auto Learning, para redução de consumo de combustível.



Pequeno, mas seguro
Nos itens de segurança ativa e passiva, muita tecnologia:
Até sete air bags: dois na frente, dois window bags, dois side bags e um knee bag. 

Este último evita lesões aos joelhos do motorista em caso de impacto.

ESS (Emergency Stop Signaling, ou sinalização de frenagem de emergência). 

Em uma frenagem brusca, as luzes indicadoras de direção são acionadas de forma intermitente, avisando outros motoristas da situação e ajudando a evitar colisões. 

O ESS é acionado se, em uma velocidade superior a 50 km/h, a desaceleração for maior do que 7m/s² e o pisca-alerta estiver desligado. 

Ele continuará funcionando até que a desaceleração atinja 2,5 m/s².



ABS. O sistema antitravamento dos freios do Fiat 500 entra em ação quando o travamento das rodas, e consequente derrapagem dos pneus, é iminente. 

Ele atua controlando a pressão nas pinças, impedindo o travamento, reduzindo a distância de frenagem e facilitando o controle veicular pelo motorista.

Hill Holder
O dispositivo proporciona segurança e conforto, pois, com o carro parado em uma via inclinada, a pressão no circuito de freio é mantida por alguns segundos após o motorista liberar o pedal de freio. 

Assim, o veículo não desce enquanto o motorista controlar a embreagem corretamente, garantindo uma arrancada fluida e segura.

ESP (Eletronic Stability Program ou controle de estabilidade). 

Analisando parâmetros como giro do volante, posição do pedal do acelerador e velocidade, o sistema calcula a trajetória desejada e a compara com a trajetória real do veículo, com base na leitura dos sensores de giro das rodas e acelerômetros. 

Se houver diferença, o sistema controla a frenagem em cada roda e o torque do motor a fim de estabilizar o carro.

ASR (Anti Slip Regulation ou controle de tração). Sistema de controle de tração é parte integrante do ESP. 

Ele impede que o veículo derrape na partida ou em outras situações. 

Pode ser desativado através de um botão localizado no painel ou próximo ao câmbio nas versões Dualogic® e Automática.

ISOFIX 
Novo padrão de fixação de cadeirinhas infantis, adotado na América do Norte, Europa e Japão, de série em todas as versões. 

A grande vantagem do sistema é o vínculo estrutural seguro e rápido entre a cadeirinha de criança e a carroceria do veículo. 

O vínculo se dá por meio do encaixe de garras existentes nas extremidades dos braços rígidos da base do assento. 

As garras, por sua vez, são fixadas em terminais de engate soldados à carroceria do carro. 

Os engates possuem o formato padrão ISOFIX.

A tecnologia também está muito presente no prazer a bordo de um Fiat 500. Veja alguns dos destaques abaixo:



Direção elétrica Dual Drive 
Ela substitui a tradicional direção hidráulica, tornando a condução mais leve e facilitando as manobras.

Função SPORT 
Com ela o motorista pode escolher dois modos de direção: o modo normal, ou o modo Sport. 

Com a função Sport acionada, a direção se torna mais firme, adequada a uma condução esportiva. 

São alterados os mapeamentos do motor e câmbio (Dualogic® e automático), com as trocas de marcha sendo executadas em rotações mais altas e acoplamentos mais rápidos da transmissão. 

Tudo a favor da maior esportividade.

Blue&Me®
O sistema funciona em duas frentes: para permitir o uso do celular sem distrair a atenção do motorista; e para escutar música. 

O motorista atende telefonemas e faz chamadas de celular por comando de voz ou por meio de botões no volante. 

Ele também pode ouvir mensagens SMS. 

Para escutar arquivos MP3, ele pode usar o CD player do carro ou conectar seu MP3 player, ipod ou pen drive à entrada USB.

Eco:Drive
Este aplicativo analisa a forma de condução do motorista através de suas rotas e converte todas as informações em gráficos simples. 

Estes vão analisar o desempenho, consumo de combustível, nível de CO2 emitidos e o quanto o condutor poderá economizar se seguir as dicas que o sistema informará a partir da análise das rotas realizadas.


Ele é vinculado ao Blue&Me®, que coleta os dados da rota do condutor de duas formas: por um pen drive inserido na porta USB ou por um smartphone conectado à porta USB do veículo. 

Depois de adquiridas as informações, elas poderão ser utilizadas no aparelho ou descarregadas no web site Eco:Drive.

O cliente terá inúmeras informações sobre sua forma de condução com base nas suas próprias viagens. 

Também poderá acompanhar o número total de km rodados, a quantidade de CO2 emitido e o dinheiro que está economizando de acordo com sua performance. 

As viagens poderão ser compartilhadas nas redes sociais Twitter e Facebook.

Teto solar elétrico do tipo Sky Wind
Uma lâmina ocupando quase todo o teto compõe o Sky Wind do Fiat 500. Essa construção permite modular a luminosidade e a ventilação no habitáculo. 

Ao apertar o botão, em sete segundos o vidro se abre.



Pacote Áudio Premium BOSE®
Este sistema de áudio proporciona excepcional clareza de vozes e instrumentos mesmo em volumes mais altos. 

Em volumes baixos, o som soa natural e completo, pois abrange larga faixa de frequências, desde os mais baixos graves até os mais altos agudos. 

Ademais, o som parece vir de uma ampla área, como se houvesse instrumentos em diferentes pontos de um palco. 

A qualidade do áudio se faz notar do mesmo modo na parte dianteira e traseira do veículo. 

O pacote é composto por dois tweeters, um em cada coluna “A”; dois woofers High Motor Force de neodímio, um em cada porta; dois alto-falantes de longo alcance, um em cada painel posterior; um woofer abaixo do banco dianteiro direito; e amplificador com sete canais de equalização personalizada localizado no porta-malas.






Garantia no pós-venda + Clube l’unico
Ele chega com garantia de dois anos e atendimento Confiat, durante este período em toda a rede Fiat, com mais de 560 concessionários e pontos de assistência em todo o Brasil.

Todos os clientes 500 também contam com o privilégio de participar do Clube l’único. 

Entre as várias comodidades deste programa estão os serviços de reservas de hotéis, restaurantes, shows, mais o serviço de Leva e Traz, com reboque ou motorista qualificado, para as revisões, manutenções, instalações de acessórios ou qualquer emergência.


Preços
O Fiat 500 que importado da Itália custava R$ 65.000,00, agora será vendido entre CR$ 39.900,00 e CR$ 58.900,00 e a fábrica pretende emplacar 1.000 deles mensalmente.


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

TESTE DE VELOCIDADE REALIZADO NUMA FORD F-250 MOSTRA EFICIÊNCIA DO BIODISEL. A PICAPE BATEU DOIS RECORDES DE VELOCIDADE COM BIODIESEL, ATINGINDO 293 KM/H



A picape Ford F-250 Super Duty, 2011, preparada pela Hajek Motorsports, bateu dois recordes mundiais de velocidade: equipada com o novo motor V8 Power Stroke de 6.7 litros atingiu 293 km/h, usando diesel B20 (com 20% de biodiesel à base de soja) e 275 km/h com diesel comum. 

O recorde anterior na categoria de picapes diesel de produção, era de 268,5 km/h, pertencia à GM Duramax. Na categoria biodiesel, a marca anterior era de 210 km/h.

Essa categoria normalmente é composta de veículos tunados, com uma série de modificações. Nesse aspecto, a Ford F-250 preparada pela Hajek Motorsports é uma raridade, já que utiliza na maioria peças de produção normal para aumentar a velocidade. A Ford F 250, é, segundo a Ford, o veículo mais vendido da história.

Mistura perfeita diesel-biodiesel
Todos os motores Power Stroke 6.7 turbodiesel podem operar com uma mistura de até 20% de biodiesel. Essa característica é importante para o time da Hajek Motorsports, que tem uma história de apoio ao uso de combustíveis sustentáveis. "A competição faz parte do DNA da Ford e, para nós, é natural construir um veículo de corrida que demonstra a sua liderança no mercado de picapes a diesel e biodiesel", diz Brent Hajek, dono da Hajek Motorsports. "A F-250 é uma excelente picape, com uma capacidade incrível. Estou surpreso como conseguimos atingir esse resultado com apenas algumas modificações."






Produtor de soja e milho no estado de Oklahoma, nos Estados Unidos, Hajek é um especialista em picapes e biodiesel. Ele tem seis Ford F-250 em sua fazenda e a que mantém para uso próprio, modelo 1997, já rodou mais de 640.000 km.


Engenharia avançada
Engenheiros da Ford colaboraram com a Hajek Motorsports para projetar e instalar as modificações na picape original. 

As mudanças incluíram apenas componentes periféricos do motor, como bomba de combustível de alta pressão, injetores e turbo para aumentar o fluxo de combustível. A taxa de compressão também foi alterada.

"A engenharia básica do motor nos forneceu uma fundação sólida para começar", diz Paul Niessen, engenheiro de Powertrain. "E funcionou muito bem, já que aumentamos a potência do motor em mais de 50% com apenas algumas mudanças."

O trabalho em dinamômetro de chassi antes dos testes comprovou que o motor estava bem ajustado para o biodiesel, tanto em termos de força como de economia de combustível, e também verificou o desempenho da transmissão original. Para o teste, a picape recebeu também uma gaiola e cintos de segurança de cinco pontos.

O motor Power Stroke V8 6.7 turbodiesel produz 400 cv e 111 kgfm de torque e é líder da categoria em economia de combustível e capacidade de carga. 

Entre outras inovações, ele traz sistema de exaustão de arquitetura interna, bloco compacto de ferro-grafite, cabeçote de alumínio, turbo sequencial, sistema de combustível common-rail de alta pressão (29.000 psi) e compatibilidade com biodiesel B20.

O modelo 2011 à venda no Brasil tem as mesmas linhas robustas da irmã americana
 O painel da F-250 é sóbrio e funcional 
Veja a evolução da F-250 desde 1959
A F-250 - 1959
F-250 - 1979

F -250 - 1996

F- 250 - 2006

Para os apaixonados por carros

Mercedes lança C180 Turbo Coupé no Brasil

Ter um Mercedes-Benz é sinal de status, bom gosto e durabilidade e cada vez a marca alemã sofistica mais a qualidade de seus carros. Desta vez a última palavra em tecnologia automotiva Mercedes-Benz chama-se C 180 Turbo Coupé. É mais potente, mas, mais econômico do que seus antecessores, graças à feliz parceria de um motor de 1.8 l de 156 cv com injeção direta e câmbio 7G-Tronic Plus, de sete velocidades. E chama a atenção do motorista se ele se distrai. 
O preço? Pouco importa aos tradicionais consumidores da marca da estrela alemã de três pontas, apenas R$ 126.500,00. Para o resto dos mortais... resta sentir a boca se enchendo de água... e os ózios brilhar.
A Mercedes-Benz do Brasil iniciou, neste mês de Agosto, a venda em todo o Brasil desse glamoroso carro que, segundo o diretor de Vendas e Pós-Vendas da companhia, Dimitris Psillakis, “é mais um automóvel da Classe C que chega ao Brasil e completa a linha de veículos mais vendida pela Mercedes-Benz no País”, ao ressaltar que “ a nova Classe C teve uma ótima recepção no mercado de sedans Premium e acreditamos que a coupé repetirá o seu sucesso”.
Pelo material de divulgação recebido da Mercedes nota-se que a grande preocupação da fábrica foi criar um carro esportivo, de farto desempenho, mas mais econômico que seus parentes mais velhos. As fotos mostram um C180  Turbo Coupé  de duas portas de frente poderosa, altiva em que se destaca a famosa estrela da marca no centro de uma grade de largas entradas de ar em V sobre o pára-choques em relevo em que estão instalados vistosos leds de direção diurna.

O design lateral do C 180 Turbo Coupé de perfil baixo estilizado casa com a ampla superfície envidraçada do óculo traseiro invadindo o porta-malas de 450 l. A largura do automóvel é acentuada, na traseira, pela extensão dos vidros laterais e o amplo espaço entre as lanternas que se estendem pelas laterais.
Trata-se de um carro de linhas modernas, com personalidade esportiva e muito atraente. Os faróis dianteiros de xênon que garantem um alto padrão de luminosidade e profundidade, invadem e decoram os para-lamas. As rodas de liga leve aro 17” e o teto solar elétrico panorâmico completam o pacote de esportividade e requinte.
Um luxo só
A Mercedes ressalta que o interior C 180 Coupé “é marcado pela sofisticação e funcionalidade. O quadro de instrumentos mostra um design dinâmico em forma de tubos e aros tridimensionais galvanizados, o volante multifuncional tem 12 botões e o display colorido integrado de 11,4 cm é em alta definição. Os assentos são anatômicos e têm geometria esportiva, excelente apoio lateral e muito conforto”. Na verdade, não podemos dizer que há exagero na descrição.

A Mercedes caprichou também no luxo, instalando o pacote Style que dá individualidade e acentua o caráter esportivo do novo coupé: a forração dos bancos e das portas é em couro ártico preto com costuras em contraste em porcelana, acabamento em piano laqueado porcelanado e tapetes com destaque para as costuras e bancos individuais bipartidos para quatro passageiros, tudo itens de série. Enfim, um luxo.
Tecnologia para melhor desempenho e segurança
O C 180 Turbo Coupé 1.8 apresenta um conjunto mecânico potente e econômico, com motor de 156 cv a gasolina de 4 cilindros com injeção direta de gasolina, desenvolvido com base no conceito blueefficiency, que amplia a eficiência da combustão, oferecendo maior potência e redução no consumo de combustível. Essa tecnologia também prioriza a sustentabilidade com a diminuição das emissões de CO2.
Mais economia com sete marchas
Aliando o prazer de dirigir à eficiência e economia, o câmbio 7G-TRONIC PLUS com transmissão automática de sete velocidades permite uma troca de marchas mais dinâmica, garantindo maior torque e consumo reduzido.
Também auxilia no desempenho do veículo o design aerodinâmico acentuado com Cx (coeficiente de aerodinâmica) de 0,26. Além disso, o C 180 Turbo Coupé conta com design aerodinamicamente eficiente do revestimento das caixas de rodas, spoilers de rodas, coluna A, defletores de vento, vidros, retrovisores externos e painéis da parte inferior da carroceria. O emprego de um obturador no radiador permite que somente o ar necessário para a refrigeração do motor passe.
Carro adapta-se à estrada
Para melhorar ainda mais a dirigibilidade, o modelo possui o trem de rodagem AGILITY CONTROL com sistema de amortecimento seletivo, que adapta o automóvel às condições da estrada, proporcionando maior agilidade e conforto.
Com elevado nível de segurança, o C 180 Turbo Coupé apresenta sistemas de assistência ao motorista que alertam sobre situações de risco e ajudam a prevenir acidentes. O Attention Assist analisa continuamente o comportamento de direção do condutor e avisa, por meio de sinais, visual e sonoro, quando características típicas de sonolência ou desatenção são detectadas. 



Resumo dos dados técnicos
Cilindros
4 em linha
Cilindrada (cc)
1.796
Potência máxima (cv/rpm)
156 / 5.000
Torque (Nm)
250 / 1.600-4.200
Câmbio
Automático 7G-TRONIC PLUS
Aceleração 0-100 km/h (s)
8,9
Velocidade máxima (km/h) *
223
Peso (kg)
1.520
Pneus
225/45 R17 / 225/45 R17
Capacidade do porta-malas (l)
450
Tanque de combustível  (l)
67
* Limitada eletronicamente

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Test-drive mostra um Fiesta novo mesmo. Confira.


Ford New Fiesta, compre sem medos

O carro que testei foi um Ford New Fiesta 2010, vermelho, da frota de Imprensa, emprestado pela fábrica. O veículo fica normalmente oito dias com o jornalista para que ele possa aferir e expressar sua opinião.

O Ford New Fiesta é, sem dúvida, um carro bonito de linhas modernas, agradável, de direção leve nas manobras de baixa velocidade e firme em velocidades altas, bem confortável, internamente espaçoso e alto o suficiente atrás para impedir que um passageiro com 1,85m/1,90m bata com a cabeça no teto faz parte do conforto do banco traseiro.

Os bancos do motorista e do carona são confortáveis e entre eles, o console oferece cinco porta-trecos para copos e objetos diversos, que estão também nas portas dianteiras. Nas costas dos bancos dianteiros há porta revistas e no teto sobre o banco traseiro luz de leitura estrategicamente colocada e direcionada para conforto desses passageiros.

Conforto na direção
O motorista pode ajustar o banco em quatro posições e o volante de acordo com sua estatura, tanto em profundidade, como em altura. Os para-sóis têm espelhos e entre eles há luz de leitura para ambos os lados. O porta-luvas é amplo e o porta-malas é considerável para a classe: 440 l. Ah, a alavanca de câmbio é perfeita.

Ar condicionado 
O ar condicionado é de excelente qualidade, gela mesmo. Aliás, tem um detalhe do ar que adorei no New Fiesta e que detesto no meu New Civic: as quatro saídas de ar localizadas no painel – duas no centro e duas nas pontas do painel – direcionam o vento para o rosto do motorista e do passageiro e não há como acabar com esse incômodo. Haver, há: trocando de carro.

No New Fiesta os ocupantes dos bancos da frente podem escolher se desejam o ar direcionado para seus rostos ou não. Se não, basta fechar as saídas centrais e abrir somente as dos extremos do painel em forma de borboleta, como as usadas no Alfa Romeo, e dirigir o ar para cima. Excelente ideia.

Isolamento acústico
Considero que a Ford poderia ter caprichado um pouco mais no isolamento acústico do New Fiesta, mas esse parece ser um problema de várias marcas e modelos. É impossível não comparar esse ponto com o meu Honda New Civic, 2010, com 17 mil km rodados, que custa, mais quase 15 mil do que o New Fiesta, considerando a sua versão mais barata, R$ 49.900,00: em ambos o barulho da rodagem podia ser diminuído.



O desempenho do New Fiesta – um dado que interessa muito mais aos homens do que à maioria das mulheres, muito mais focadas na estética e no conforto – é muito bom, tanto do motor quanto da suspensão. O motor 1.6l Sigma Flex faz uma parceria perfeita com a caixa de câmbio e o resultado são arrancadas firmes e rápidas e um desenvolvimento crescente e seguro à medida que as marchas se sucedem.

O New Fiesta arranca forte e já na segunda te dá a sensação, e logo a seguir a certeza, de que o carro não te deixará na mão numa ultrapassagem. A terceira e a quarta dão continuidade ao bom desempenho do câmbio, suave e ajustado. De acordo o teste feito pela respeitada Revista 4 Rodas, o New Fiesta chega de 0 a 100 km/h em 11,5 s. O consumo na cidade é de 7,9 km/l e na estrada 12,2km/l, usando álcool.

O motor de 4 cilindros em linha, tem uma taxa de compressão de 11,01:1, chega a uma potência máxima (cv@rpm) de 110 cv a 6.250 rpm (com gasolina) e 115 cv a 5.500 rpm, com álcool. O torque máximo (Nm@rpm) é de 155 Nm a 4.250 rpm, com gasolina, e 159 Nm a 4.250 rpm, com álcool, já o torque máximo (kgfm@rpm) é de 15.8 Nm a 4.250 rpm, a gasolina e 16.2 Nm a 4250 rpm, a álcool, potência suficiente para impulsionar os 1.537 kg que o carro pesa.

Preços
O New Fiesta possui três versões: a mais simples por R$ 49.900,00, com o ABS nos freios sobe para R$ 51.150,00, e com 7 air-bags (frontais, laterais, de cabeça e joelhos) e bancos em couro e o Sistema de Classificação do Ocupante que aperfeiçoa a resposta dos dispositivos de segurança baseados no tamanho do ocupante, posição dos bancos e severidade do impacto, para R$ 54.900,00 – diria que... seis 6 mil reais que vale a pena pagar.

Beleza e segurança
O novo design do New Fiesta criou um carro de linhas fluidas, escorregadias que absorvem perfeitamente os faróis e as lanternas traseiras que abraçam as laterais, onde as maçanetas na cor do carro passam desapercebidas e decoram a beleza lateral e total do modelo desse Ford que já vendeu, em oito meses, 100.000 carros na China.

Boa estabilidade
É justo ressaltar que todas as revistas especializadas enaltecem as linhas do New Fiesta identificando-as como um dos designs mais modernos do mundo, concebido no conceito Kinetic que esbanja fluidez em todos os ângulos. Essas linhas influenciam também a aerodinâmica do carro que se mostra firme, seguro e estável. É importante frisar que New Fiesta foi aprovado com notas máximas nos testes de crash da C-NCAP e IIHS, os mais acreditados institutos mundiais de testes de batidas.



quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Ford conquista mercado da China


Chineses caídos pelo New Fiesta

Célio Galvão *

O Ford New Fiesta atingiu a marca de 150.000 unidades vendidas na China. No mesmo momento em que algumas marcas chinesas chegam em novos mercados, fabricantes como a Ford crescem na China. O mercado de automóveis é globalizado e de alta competitividade.
Na foto, a propaganda do New Fiesta naquele país diz de maneira peculiar: "Os motoristas chineses mostram o seu amor pelo Fiesta".

O impressionante é que em poucos meses de lançamento do produto no mercado local, a Ford alcançou a expressiva marca de 150.000 unidades vendidas.

Nas pesquisas, os chineses elogiam as soluções criativas de engenharia e design que fizeram do modelo referência em consumo de combustível, segurança e dirigibilidade também na China.

Ford entre os mais vendidos na Europa

A JATO Dynamics do Brasil, especialista fornecimento de informações automotivas, divulgou as vendas do setor automobilístico no mercado europeu. Entre os 10 modelos mais vendidos, dois veículos da Ford destacam-se naquele competitivo mercado. 

Em julho, o Ford New Fiesta aparece em terceiro lugar nas vendas e o Focus em quarto. No acumulado dos sete meses do ano, o New Fiesta fica em segundo lugar nas vendas europeias. A Ford ocupa também o segundo lugar nas vendas na Europa, à frente da maioria das marcas do continente.

Fiesta estreia em pistas da Alemanha


O New Fiesta estreia em pistas de asfalto na etapa da Alemanha do Campeonato Mundial de Rali, que será realizada neste final de semana. Esta oitava etapa e a primeira que o New Fiesta corre com a configuração completa para asfalto.

O Rali da Alemanha é uma das provas mais difíceis. Tem como base Trier, a cidade mais antiga da Alemanha, próxima à fronteira com Luxemburgo. A ameaça constante de chuva e as características mutantes de aderência e das pistas tornam suas condições sempre imprevisíveis, com um roteiro de 1.246 km, de pistas estreitas e acidentadas, entre vinhedos às margens do Rio Mosel. São trechos rápidos, ligados por curvas estreitas e ondulações, acompanhando as subidas e descidas nas encostas dos vinhedos. As curvas frequentemente ficam escondidas por trás de ramos de parreiras.

Passa também por estradas públicas na região de Saarland que são mais rápidas e fluidas, cercadas por vários bosques, são traiçoeiras quando molhadas.

Outro trecho é a zona militar Baumholder, usada pelos soldados americanos para treinamento com tanques, é o teste mais severo. O asfalto largo contrasta com concreto irregular e abrasivo, que exige muita resistência dos pneus Michelin.

* Célio Galvão é assessor de Imprensa da Ford do Brasil


ACESSE TODAS AS POSTAGENS E SAIBA TUDO SOBRE O MUNDO AUTOMOTIVO.