sábado, 31 de agosto de 2019

Artista plástica Rita Gil representa o talento gramadense no mundo. Agende sua visita ao atelier




Rita Gil é artista plástica, arquiteta e urbanista formada pela Universidade do Rio dos Sinos, tem seu atelier em Gramado sua terra natal, estudou com grandes nomes da arte gaúcha, no sul do Brasil. Com 24 exposições individuais e inúmeras coletivas nacionais e internacionais, tem uma trajetória de 30 anos dedicados exclusivamente à sua arte que já esteve exposta por vários países, entre eles Brasil, México, Colômbia, Chile e Argentina, Canadá e Irlanda do Norte. Ainda em 2019 estará expondo em uma coletiva na cidade do Porto em Portugal que na sequencia seguirá para o Museu do Louvre, França.

Religiosidade, política, moda, mulheres e cultura regional, são temas recorrentes em suas obras. Em homenagem as três etnias formadoras de Gramado e as fortes e lutadoras mulheres da cidade, ela criou e comercializa a Boneca Típica de Gramado.

Com uma carreira consolidada e muito bem engajada, Rita é respeitada pela sua comunidade por que tudo o que produz está relacionado e embasado em algum acontecimento histórico reconstruindo momentos da história de Gramado, tendo suas obras espalhadas pela cidade em coleções particulares, hotéis e condomínios.

Visitas ao atelier Rita Gil poderão ser agendadas:

Telefone: (54) 9 9912-2325 I Endereço: Rua Ervino Ilges 29/100

Conheça as atrações naturais, históricas e gastronômicas da Serra Catarinense

FOTO:ANDERS DUARTE
Sabe aquele lugar com paisagens de tirar o fôlego, altitudes superiores a mil metros, fazendas centenárias, araucárias, butiás e campos sem fim, onde cada curva da estrada revela um novo cenário e o frio convida a provar uma sapecada de pinhão com um premiado vinho de altitude junto aos amigos e a família? Seja bem-vindo à Serra Catarinense!
O terroir de altitude imprime qualidade e singularidade aos ingredientes da cozinha serrana, os quais são os grandes astros de festivais gastronômicos como o Festival da Truta e oSabores de Lages. A Festa do Pinhão e o Festival de Inverno Serra Catarina são outras boas opções para mergulhar na cultura local.
Falando em terroir, a região desponta na rota do enoturismo brasileiro com vinhos de altitude reconhecidos nacional e internacionalmente. As vinícolas fornecem diversas atrações que vão desde refeições harmonizadas, passeios e colheita da uva, visitas aos vinhedos e piqueniques harmonizados as belíssimas paisagens e a um pôr do sol inesquecível. A Vindima de Altitude, no primeiro trimestre do ano, traz uma oportunidade a mais para viver o enoturismo catarinense.
A Serra Catarinense é também conhecida pelos seus campos e coxilhas emoldurados por araucárias e corredores de taipas de pedras, que no passado serviam para conduzir o gado, e hoje são utilizadas para as cavalgadas com turistas nacionais e internacionais, além de diversos sítios arqueológicos
Turismo Rural e Observação de Aves
Nesse belíssimo cenário, repleto de contos e histórias, se destaca a região da Coxilha Rica, em Lages, que integra o Caminho das Tropas, considerado a primeira ligação entre as regiões Sul e Sudeste do país. Para quem quer recarregar suas energias, vivenciar do cotidiano da vida rural e ter uma recepção calorosa do povo serrano, a região é berço do turismo rural no país e possui diversas opções de hospedagens rurais.  
A Serra oferece várias alternativas para a prática do turismo de aventura, além de trilhas e cascatas, como as famosas Cascata do Avencal, em Urubici, e a Cascata que Congela, em Urupema, onde na divisa com o município de Rio Rufino o Morro das Antenas propicia uma imagem de 360º do local.  Aos apaixonados por pássaros, no outono o espetáculo fica por conta das revoadas dos papagaios-charão e papagaios-do-peito-roxo, espécies ameaçadas de extinção que atraem visitantes num festival de observação em Urupema.
Conheça os acessos:
Por via terrestre, há duas opções para quem sai de Florianópolis: pela BR-101 atravessando a Serra do Rio do Rastro (217 Km); ou pelo município de Bom Retiro que fica às margens da BR-282 (136 km). Quem vem de Porto Alegre pela BR-101, a distância é de 430Km. Por via aérea pelo Aeroporto de Lages, por Florianópolis (178 km) ou por Jaguaruna (105 km).
Click here if you wish to unsubscribe and stop rece

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Coluna Mecânica Online: o mundo automotivo que produz os Jeeps


MECÂNICA ONLINE®
 30 | AGOSTO | 2019
Tarcisio Dias 





Participamos esta semana do Circuito de Sustentabilidade no Polo Automotivo da Jeep, em Goiana, Pernambuco. Cerca de quatro anos após sua inauguração, os números que envolvem todo o trabalho lá desenvolvido mostram a evolução constante na busca da eficiência sustentável.

Por isso, preparamos uma sequência de 30 situações que revelam os números da sustentabilidade no Polo Automotivo da Jeep, em Pernambuco.

Primeiro grande investimento da Fiat Chrysler Automóveis (FCA), a partir da fusão global entre a Fiat e a Chrysler em outubro de 2014;
Fábrica mais moderna do mundo do FCA;
8.000 pessoas capacitadas na Região que trabalharam nas obras de construção;
11 milhões de metros quadrados é a área total do Polo Automotivo Jeep;
260 mil m2 compreende à área construída da planta Jeep;
270 mil m2 compreende à área construída do parque de fornecedores;
Parque de fornecedores é um complexo de 12 edifícios;
16 empresas estão presentes no parque de fornecedores;
17 linhas de produtos considerando insumos e componentes;
250 mil veículos por ano é a capacidade de produção;
600 mil unidades já foram produzidas desde a inauguração do polo automotivo;
Atualmente três modelos estão na linha de produção: Jeep Renegade, Jeep Compass e Fiat Toro;
WCM – World Class Manufacturing – metodologia aplicado na planta Jeep fundamentada em 20 pilares (10 técnicos e 10 gerenciais);
13.600 é o número de empregados em três turnos no Polo Automotivo;
95% dos empregados são nordestinos e 86% pernambucanos;
30 anos é a média de idade entre os colaboradores;
33 anos é a média de idade entre os gestores;
Polo Jeep foi a primeira fábrica no setor automotivo na América Latina a ter o certificado CARBONO NEUTRO, conquistado em 2017;
Em 2018, na comparação com 2016, a Jeep reduziu 45% o consumo de energia por veículo produzido;
Todo o efluente gerado no Polo Automotivo Jeep é tratado em um sistema com capacidade de 210 mil litros/hora através de tecnologias de Membrana – MBR e Osmose Reversa.

O índice de recírculo está entre os maiores do Brasil: 99,5%. Em um mês, cerca de 28 mil m³ de água (equivalente a oito piscinas olímpicas) deixam de ser captados da rede pública de abastecimento;
Dos 700 robôs existentes na fábrica da Jeep, 607 deles estão na Funilaria. Todos os pontos de solda são feitos de forma automática;


14 robôs que aplicam 100 pontos de solda simultaneamente estão localizados na principal estação, denominada Open Gate, congelando a geometria da carroceria em uma única etapa em menos de um minuto;
Todos os robôs, telas touchscreen e o sistema de cola entram em stand by quando ficam 60 segundos sem funcionar, gerando economia de energia;
Depois das prensas e funilaria, a pintura é o terceiro estágio da produção dos automóveis. A última etapa acontece na montagem;
Desde a inauguração e com os equipamentos instalados, a unidade do Polo Automotivo Jeep consome 20% menos produtos químicos e 29% menos energia. 


O consumo de energia da Pintura já chega a ser, em 2019, cerca de 40% menor que outras pinturas automotivas;
É na montagem que o carro ganha vida ao receber mais de 1.800 peças, ou 800 kg de componentes;
Seguindo o conceito de Indústria 4.0, toda a linha de Montagem utiliza tecnologia na qual o carro é mapeado em cada ponto da linha de produção;
A linha é acompanhada por 600 terminais touchscreen que se comunicam constantemente com os operadores, mantendo os team leaders informados sobre cada detalhe nos veículos;
As embalagens de madeira e papelão foram substituídas por embalagens retornáveis. Só este ano, mas de 30 toneladas de papelão deixaram de ser utilizadas;
No fim do processo, 100% dos carros são testados na cabine hídrica.

Mecânica Online
Triste realidade - Nos últimos 10 anos, mais de 3,2 milhões de vítimas de acidentes de trânsito envolvendo motos e ciclomotores foram indenizadas pelo Seguro DPVAT em todo o país. Pelo menos 200 mil pessoas morreram e 2,5 milhões ficaram com invalidez permanente por conta de ocorrências com os dois tipos de veículos. O levantamento inédito foi realizado pela Seguradora Líder.

Frankfurt - No IAA deste ano, a BorgWarner apresentará seus sistemas de ponta projetados para a transição para a mobilidade elétrica com a mais recente adição ao seu portfólio de produtos: packs de bateria compactos para veículos elétricos.

Precioso - No Mercedes-Benz Classe S Cupê o brilho dos faróis não fica por conta só do LED, mas dos cristais da Swarovski. As pedras preciosas deram ainda mais expressividade aos dois fachos de luz.

Pneus - De acordo com os resultados do estudo da JD Power, a Goodyear ocupa o primeiro lugar no segmento de alta performance com uma pontuação de 753 em 1000. Os critérios destacados pelos consumidores foram: melhor dirigibilidade, menor desgaste e design superior.

Mini - O pioneiro do segmento de carros premium compactos completou seu 60º aniversário, muito embora esbanje atualmente uma jovialidade jamais vista. Há exatos 60 anos, no dia 26 de agosto de 1959, a British Motor Corporation (BMC) revelou o resultado de todos os seus esforços para a criação de um novo e revolucionário carro compacto.

Digital - Numa escala de zero a 100, as empresas do setor automotivo atendem a 57,34% dos quesitos necessários para a transformação digital. É que revela o recém-lançado ICTd - Índice CESAR de Transformação Digital.
Transformação Digital é a destruição criativa, em rede, dos modelos de negócios tradicionais provocada pela maturidade das plataformas digitais.

Digital 2 - Para chegar a essa média, foram avaliados o nível de maturidade das empresas a partir de oito eixos: Cultura & Pessoas, Consumidores, Concorrentes, Inovação, Processos, Modelo de Negócios, Dados & Ambiente Regulatório e Tecnologias Habilitadoras.
Destes, o mais maduro no setor automotivo é o eixo de Modelo de Negócios (61,58), seguido por Consumidores (61,05). Já os eixos que estão mais distantes da transformação digital estão Tecnologias (52,96) e Inovação (54,37).
_______________________________________________________________________________________________________________
Coluna Mecânica Online® - Aborda aspectos de manutenção, tecnologias e inovações mecânicas nos transportes em geral. Menção honrosa na categoria internet do 7º Prêmio SAE Brasil de Jornalismo, promovido pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade. Distribuída gratuitamente todos os dias 10, 20 e 30 do mês. http://mecanicaonline.com.br/wordpress/category/colunistas/tarcisio_dias/

Foz do Iguaçu é um dos mais importantes destinos turísticos brasileiros. Em Novembro, a cidade inaugura o Movie Cars Entertainment





Panorama do Turismo

Jornalista Júlio Cézar






Foz do Iguaçu, sempre surpreendendo!



Ficar encharcado caminhando na passarela das cataratas ou no passeio de barco até embaixo das quedas d’água, indiscutivelmente, constituem experiências inesquecíveis de turista no cenário grandioso das Cataratas do Iguaçu. Cenário, aliás, sempre em transformação: em época de chuvas, o conjunto dos cerca de 275 saltos surpreende pelo volume estrondoso de água; nos períodos de estiagem, revela os paredões nus, a beleza das rochas e a profundidade do cânion por onde corre o Rio Iguaçu.

Patrimônio Natural da Humanidade, título outorgado pela Unesco, e uma das Sete Maravilhas da Natureza, conforme concurso de alcance planetário, as Cataratas do Iguaçu são a principal âncora do turismo desse destino paranaense, localizado bem no ponto da fronteira do Brasil com a Argentina e o Paraguai.

De beleza singular e elemento de maior visibilidade do Parque Nacional do Iguaçu, elas atraem visitantes de todos os estados e dos mais distantes países. O território do parque, a propósito, guarda muitas outras surpresas a quem busca contato efetivo com a floresta preservada e possui espírito aventureiro para percorrer trilhas e, até, andar de caiaque em trechos do Rio Iguaçu acima da turbulência da Garganta do Diabo.

O contraponto à obra da mãe natureza, pelo menos em Foz do Iguaçu, é Itaipu. Tradução eloquente da capacidade construtiva do ser humano, a hidrelétrica também maravilha olhares observadores e impressiona pelos seus números superlativos. Originalmente, foi planejada como fonte geradora de energia para o Brasil e o Paraguai. Mas acabou, felizmente, se tornando um complexo turístico, com ecomuseu, passeios de barco em seu lago, visitas internas, iluminação noturna, observatório astronômico, refúgio biológico...

Foz do Iguaçu, no entanto, não é só Cataratas do Iguaçu e a Usina de Itaipu. A cidade abre um grande leque de atrações para todas as idades e oferece aos visitantes estrutura de receptivo como poucos destinos, agregando hotéis econômicos e de luxo, restaurantes, bares, possibilidades de compras. E a cidade sempre está a surpreender quem a revisita!


Agora, com pedágio free
Esse mês de agosto marca o início da campanha Vem pra Foz que o pedágio é por nossa conta. Estruturada e desencadeada pelo sindicato local de hotéis e pela pasta municipal do Turismo, a ação promocional objetiva incentivar o turismo rodoviário e incrementar a ocupação das unidades de hospedagem participantes com turistas de excursão.

Na prática, a campanha é bem simples: os valores gastos por agências de viagens ou por empresas de fretamento nas praças de pedágio, desde a cidade de origem até Foz do Iguaçu, são reembolsados pelo hotel onde a excursão rodoviária tiver reserva. Contudo, para valer, o tempo mínimo de permanência no destino deverá ser de três pernoites. Os entendimentos são feitos diretamente entre as partes envolvidas na hospedagem.

“Com essa iniciativa, queremos fazer crescer o fluxo de visitantes e aumentar a taxa de ocupação dos hotéis integrantes da campanha. Atualmente, nossa rede hoteleira soma mais de 32.000 leitos”, pondera Neuso Rafain, presidente do Sindicato de Hotéis de Foz do Iguaçu.

Participam da campanha os seguintes estabelecimentos: Hotel Pietro Angelo, Continental 4 Soul, Igussu Flats Hotel, Rafain Palace Hotel, Pousada Caroline, Cataratas Park Hotel, Wish Foz do Iguaçu Resort, Foz Plaza Hotel, Hotel Rafain Centro, Lider Palace Hotel, Nadai Confort Hotel, Hotel Viale Cataratas, Hotel Vivaldi Cataratas, Hotel Tarobá, Bella Itália Hotel, Vivaz Cataratas Hotel, Hotel Carimã, Mabú Interludium e Pop Hotel Foz.


Parques para todas as idadesAtrativo bem bacana de Foz do Iguaçu, o Parque das Aves implantou um sistema de venda de ingressos online. Desse jeito, com apenas alguns cliques é possível garantir a entrada, sem risco de enfrentar filas comuns na alta temporada. No site do atrativo, disponível nas 24 horas do dia, dá para adquirir três tipos de passeios disponíveis aos turistas: visita padrão, backstage experience e forest experience.

O parque, vale ressaltar, tem moradores emplumados de diversas espécies, de todos os tamanhos e todas as cores – alguns em contato direto com os visitantes, nos chamados viveiros de imersão, numa experiência sem igual!

Com previsão de inauguração no próximo mês de novembro, o Movie Cars Entertainment será outro parque temático inserido no rol dos atrativos da cidade. Em cenários interativos, ele reunirá cerca de 40 carros e motos famosos no cinema, com acessórios, música de fundo e efeitos especiais para transportar o visitante para dentro dos filmes.

Outro endereço de parada é o do Complexo Dreamland. O local agrega quatro atrações diferentes: o Museu de Cera (retratando várias personalidades), o Vale dos Dinossauros (com réplicas do tiranossauro rex, do gigantossauro e outras criaturas do gênero), o Maravilhas do Mundo (com maquetes de construções emblemáticas, a exemplo das pirâmides do Egito) e o Dreams Ice Bar (ambiente a menos 10º centígrados para saborear uma bebidinhas também geladas).

Esses três apelos turísticos estão localizados na rodovia entre o centro da cidade e a entrada do Parque Nacional do Iguaçu.


Rios, caminhos naturaisParaíso das águas, emoldurado pelos cursos do Iguaçu e do Paraná, Foz do Iguaçu e sua natureza se revelam aos turistas também em passeios de barco. Um dos mais novos roteiros, realizado a bordo de um amplo e confortável kattamaram, a singrar os dois rios, deixa vislumbrar de pertinho as pontes Tancredo Neves e da Amizade – respectivamente, conexões do Brasil com a Argentina e com o Paraguai. O percurso, da mesma forma, permite avistar ângulos exclusivos das margens e, em dias favoráveis, um belo pôr do sol. Dotada de serviço de restaurante e bar, a embarcação oferece, opcionalmente, bufê de jantar.

Em outro kattamaram é possível navegar pelo tranquilo lago de Itaipu, formado pelo represamento do Rio Paraná. Oferecido todos os dias e com uma hora de duração, esse passeio, igualmente, garante momentos de contemplação, em especial no cair da tarde com céu limpo.

E em possantes barcos de borracha, por outro lado, se faz uma incrível e emocionante subida pelas corredeiras do Rio Iguaçu, até chegar embaixo dos saltos das Cataratas – tão próximo, ao ponto de assegurar um surpreendente banho. Esse é o imperdível passeio do Macuco Safari.


A fé multiplicadaFoz do Iguaçu também encanta o visitante interessado no nicho do turismo religioso. Terra de muitas etnias, todas, aliás, convivendo em perfeita harmonia, essa cidade paranaense agrega diferentes emblemas da fé.

Os cristãos, por exemplo, realizam seus cultos na Igreja Matriz, consagrada em 1952, e na moderna Catedral Diocesana de Nossa Senhora de Guadalupe.

Os moradores muçulmanos – aliás, eles constituem a segunda maior colônia árabe do país – fazem suas orações na Mesquita Omar Ibn Al-Khattab. Inaugurada em 1983, a edificação tem elegante desenho, rico interior e dois minaretes apontados para os céus.

Para os seguidores de Buda os caminhos conduzem ao Templo Budista. Situado em aprazível e tranquila área verde, quase as margens do Rio Paraná, o local transmite muita paz e espiritualidade.


Rota das cervejas artesanaisOs apreciadores de cervejas artesanais também vão achar em Foz do Iguaçu rótulos próprios do destino e com elevado padrão de qualidade. Um dos endereços para degustar a produção local é do 277 Craft Beer, bar-cervejaria ainda em seu primeiro ano de vida, mas já com clientela fiel e inserido no roteiro dos turistas.

O 277 agrega área de fabricação da bebida – em torno de 13.000 litros mês, entre quatorze diferentes sabores, a exemplo da Garota de Capanema, cerveja campeã de vendas – e, separado por uma parede de vidro, o bar com espaço interno e varanda. Na cidade, porém,podem ser encontrados pelo menos outros seis estabelecimentos cervejeiros.

A onda cervejeira em Foz do Iguaçu ganhou impulso em 2017, com a criação de lei municipal dispondo sobre o licenciamento da atividade de microcervejarias e seus respectivos bares e restaurantes cervejeiros.

O roteiro das cervejas artesanais, entretanto, sugere também um pulo do outro lado das fronteiras – pois é, na Argentina e no Paraguai elas ganharam locais de produção e apreciadores. A propósito, em Puerto Iguazu foi realizado, no início agora de agosto, o IPA Day, evento festivo com cervejeiros das três cidades fronteiriças.


Território de esportistas
Adeptos de esportes ao ar livre, da mesma forma, irão encontrar programas legais em Foz do Iguaçu. Pode ser uma experiência de pesca esportiva nos rios Iguaçu e Paraná – fora da época da piracema, nessas águas pescadores conseguem capturar surubim, tucunaré, piapara, pacu e o famoso dourado, entre outras espécies. Também dá para curtir a natureza remando sem pressa um caiaque. Ou encher os pulmões e colocar a resistência física à prova em algumas das corridas do calendário local.

No dia 29 do próximo mês de setembro, por exemplo, acontecerá mais uma edição da Maratona Internacional de Foz do Iguaçu – SESC-PR. Trata-se de evento com percurso aferido pela Confederação Brasileira de Atletismo e com a maior premiação em dinheiro num certame do gênero na região sul do Brasil – nesse ano, distribuirá R$ 43.000,00 aos cinco primeiros colocados no geral masculino e feminino! Para saber mais sobre essa tradicional disputa é só acessar o endereço www.sescpr.com.br/maratona.

O calendário esportivo de 2019, em Foz do Iguaçu, ainda assinala a realização do 2º Cross Adventure e da Meia Maratona Internacional das Três Fronteiras – respectivamente, nos dias 6 e 13 de outubro – e da Santander Track & Field Run Series|Catuaí Palladium, no dia 8 de dezembro.



 _______________________________________________________________________________________________________________________

Panorama do Turismo
Contatos 41 | 99106-6852 redacao@panoramadoturismo.com.br

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

O turismo LBGT tomou proporções estratosféricas em diversos países e gera receitas significativas para as economias de muitas cidades pela ampla riqueza diexada pelos milhares de turistas desse segmento. O conceito Gay Friendly foi discutido em São Paulo para que a cada dia o preconceito acabe de vez

Turismo amigável é tema de 
conferência internacional na capital paulista


Por Seleucia Fontes

O turismo representa 10,4% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e gera 100 milhões de empregos. Somente no Brasil, de acordo com o Ministério do Turismo, são 6,7 milhões de empregos e um PIB de 8,1%, mesmo em meio a uma economia recessiva. 

A segmentação para atender os mais variados públicos é uma realidade, e neste contexto está inserido o conceito Gay Friendly, ou seja, receber sem preconceito este público cada vez mais desejado - em função do poder aquisitivo -, formado por uma boa parcela de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. 

"Turismo LBGT não é turismo sexual", enfatizou o presidente da Câmara de Comércio e Turismo LBGT do Brasil, Ricardo Gomes, durante a abertura da Conferência Internacional da Diversidade e Turismo LBGT, realizada na Praça das Artes, em São Paulo, entre os dias 25 e 28 de agosto. O evento, que chegou à sua terceira edição, reuniu especialistas em turismo, cultura e mercado para discutir estas áreas a partir dos anseios e necessidades deste público. 

A presença de representantes do poder público - governos dos estados da Bahia e São Paulo (estado e prefeitura) -, bem como Rio de Janeiro, Espanha, Peru, Normandia, Ilhas Seychelles, Noruega e Mônaco, sem contar o apoio de empresas aéreas e hotéis, revela o grande potencial econômico deste segmento. 

Países como Espanha, investem no Gay Friendly desde os anos de 1970 e comemoram os resultados, como ressaltou Juan Antonio Ruis Morales, do Escritório de Turismo espanhol em São Paulo. "Barcelona é um dos destinos preferidos da comunidade", citou, entre várias outras regiões que estão preparadas para receber públicos diversos. 



O segmento de casamentos homoafetivos, um mercado que movimenta milhões e está em desenvolvimento no Brasil, também esteve em pauta, bem como o aumento de voos oferecidos Brasil-Chile ofertados pela empresa Sky e a experiência das redes de hotelaria Axel, Accor e Hard Rock.

O público presente também acompanhou o debate em torno do turismo para lésbicas, que trouxeram demandas diferenciadas. "Muitas lésbicas têm filhos e querem viajar com a família; também queremos turismo de experiência", revelou Merryn Johns, editora-chefe da revista americana The Curve.

A American Airlines foi representada por Donna Rose, gerente de TI trans que deixou sua experiência de trabalho em uma empresa com política inclusiva. O tema inclusão voltou a ser discutido por representantes de empresas como a Siemens, AGCO, Chubb Brasil.

O último dia foi dedicado à cultura, especialmente sua importância para a formação de uma sociedade disposta a aceitar a diversidade. "A gente vive de cultura a vida inteira, e dentro deste universo existe a expressão artística. A arte é a expressão cultural mais completa", resumiu o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Miranda.

Fernando Calmon: mundo automotivo em alta velocidade passando da era do km/h pela de experiências/km




Fernando Calmon             

Nº 1.060 — 29/8/19





DESAFIANTE MUNDO NOVO


A velocidade como o mundo automobilístico está mudando ficou mais uma vez registrada durante o 27º Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva, organizado em São Paulo durante dois dias, semana passada, pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva. 

Uma síntese do momento, em nível nacional e mundial, foi bem lembrada pelo consultor do Sindipeças, Gábor Deák, em frase bem simples: “Estamos passando da era de km/h para experiências/km”. No caso, uma referência às novas tecnologias que continuam a surgir por todos os lados e impõem um ritmo quase alucinante tanto para as empresas quanto para quem está atrás do volante.

É incomum um seminário técnico dar pistas sobre lançamentos de modelos no mercado. Mas isso aconteceu quando a secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Patrícia Ellen, afirmou que o governador João Dória iria em breve à Alemanha e ao Japão para anunciar investimentos no Estado. 

Todos interpretaram como expansão do programa paulista IncentivAuto. Embora ela não tenha nomeado as marcas, pareceu óbvio que se trata da Volkswagen e da Toyota. Essa espécie de “spoiler” levou a duas conclusões.
A VW deve confirmar o sucessor do Gol com a missão de substituir, ao mesmo tempo, os atuais up! e Gol em 2021 ou, mais tardar, 2022. 

Provavelmente trata-se de uma derivação menor que a atual arquitetura MQB, antes considerada inviável economicamente para modelos pequenos. Ambos os modelos, hoje produzidos em Taubaté (SP) fazem parte de um segmento que responde por nada menos de 45% do mercado brasileiro de veículos de passageiros, incluídos SUVs e crossovers, excluídas as picapes (uso misto).

Quanto à Toyota com certeza produzirá um SUV compacto no Brasil. É uma lacuna a preencher, mas o projeto demora mais um pouco, algo para 2023. A marca japonesa não revela se usará sua arquitetura mais moderna, TNGA, que estreia agora em setembro no novo Corolla (incluída versão híbrida flex, primeira desse tipo no mundo) e também está no RAV4. 

É possível que o SUV, previsto para Sorocaba (SP), tenha como base uma evolução do atual Yaris para conter custos e garantir preço competitivo numa altura em que os “utilitários” deverão responder por algo em torno de um terço do mercado brasileiro (hoje 22%).

Uma das palestras mais interessantes foi de Hélio Oyama, da Qualcomm no Brasil. Ele focou na tecnologia CV2-X, sigla em inglês para integração entre telefone celular, veículos e infraestrutura viária. É um capítulo da mobilidade autônoma, mas com a grande vantagem de possibilitar custos menores. 

A chegada da rede de telefonia 5G e sua rapidez de comunicação até 20 vezes superior à atual 4 G poderá reduzir bastante os acidentes. Isso acontecerá porque em conjunto com radares, lidares e câmeras, ou mesmo só parte deles, antecipará situações perigosas graças à comunicação instantânea.

A rede 5G terá implantação lenta no Brasil, mas não tanto quanto a 4G, até hoje com enorme deficiência em estradas. E sua confiabilidade impressiona. O ano tem cerca de 32 milhões de segundos e o sinal 5G cairá por no máximo 32 s, ou algo como apenas 0,000001%!

ALTA RODA

MARCA chinesa Geely (dona da Volvo e Lotus) prepara volta ao Brasil. Anteriormente atuou aqui em parceria com o Grupo Gandini (Kia). Dessa vez, planos são mais ambiciosos e estão sob sigilo. Em breve, porém, será anunciado acordo com o Grupo HPE (Mitsubishi e Suzuki). Consultado pela Coluna, o HPE se limitou a informar: “Nenhuma declaração a fazer”.

FERDINAND PIËCH, 82, morreu neste domingo, na Alemanha. Eleito Executivo do Século, em 1999, era neto de Ferdinand Porsche. Foi responsável pela ampliação do Grupo VW, que tornou o maior fabricante mundial de veículos. Engenheiro brilhante, criou a arquitetura veicular MQB para 40 modelos. Projetou o icônico Porsche 917, dominador das corridas de longa duração de 50 anos atrás.

VOLVO S60 tem credenciais para enfrentar concorrência com sedãs médios alemães. Estilo é um dos pontos altos e o acabamento, de bom nível. Além de quase 10 cm a mais de entre-eixos (2,87 m), oferece três níveis de potência: 190, 254 e 407 cv, este para a versão híbrida 4x4. Porta-malas foi sacrificado, mas ainda comporta 392 litros. R$195.950 a R$269.950.

RENOVAÇÃO total do Toyota RAV4, importado do Japão, veio acompanhado de um eficiente conjunto híbrido. Potência combinada de 222 cv mudou completamente desempenho e comportamento geral deste SUV 4x4. Ficou mais espaçoso e o porta-malas cresceu para 580 litros. Acelerações são boas, bem como o silêncio a bordo. Sistema multimídia desagrada.

AINDA não foi desta vez que a liberação do trabalho aos domingos poderá facilitar a comercialização de veículos. Apesar do alto nível de desemprego, Senado decidiu retirar esse item da Medida Provisória da Liberdade Econômica, anteriormente aprovada pela Câmara dos Deputados. Entretanto, a proposta voltará à análise parlamentar por meio de projeto de lei.
___________________________________________________________________________________________________________________________________________
fernando@calmon.jor.br e www.facebook.com/fernando.calmon2

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Últimos momentos para os agentes de viagens fazerem a inscrição grátis no FESTURIS Gramado


ALE Combustíveis implanta a primeira unidade de abastecimento com recuperação de vapor no Brasil. Companhia é pioneira na instalação de bomba de combustível que representa benefícios para o meio ambiente e equipe de profissionais dos postos




A sustentabilidade sempre foi marcante na atuação da ALE no de distribuição de combustíveis. A companhia, que ocupa a quarta colocação nacional no setor, foi pioneira na comercialização de biodiesel no país e é reconhecida por buscar soluções que sejam diferenciais no segmento, incluindo a implantação de energia fotovoltaica nos postos da rede.  

Neste mês, a empresa instalou a primeira bomba de combustíveis com sistema de recuperação de vapores do país, que impede a emissão de benzeno no ambiente. A instalação foi realizada no posto de combustíveis e serviços ALE Alphaville, localizado na cidade de Santana do Parnaíba (SP).

Segundo as portarias 1.109/206 (Secretaria do Trabalho) e a 509 (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - Inmetro), a partir de setembro de 2022, todas as bombas de gasolina deverão evitar a emissão de benzeno no ambiente. 

A ALE se antecipou no mercado e, em parceria com a Gilbarco Veeder-Root, líder mundial em soluções tecnológicas integradas para postos de abastecimento, iniciou a instalação do modelo de bomba que segue a nova regulamentação e é certificada pelo Inmetro.

De acordo com o gerente de Engenharia e Meio Ambiente da ALE, Tadeu Borges, o projeto atende integralmente ao novo Regulamento Técnico Metrológico e de Avaliação da Conformidade, que estabelece requisitos específicos para as condições de saúde, segurança, proteção ambiental e do consumidor. 

“A nova bomba de gasolina é interligada a um tanque, que possibilita o retorno do vapor de benzeno e não expõe o frentista à substância. Há também uma considerável redução nas emissões atmosféricas; um ganho em sustentabilidade e segurança para a equipe dos postos”, declara.

A tecnologia, projetada pela Gilbarco Veeder-Root, foi desenvolvida durante dois anos. Segundo o gerente nacional de vendas da empresa, Alexandre Dias, a bomba de combustíveis com o sistema oferece maior proteção e segurança no trabalho. “

O equipamento também possui velocidade de operação mais rápida e não há gotejamento do combustível. A bomba ainda dispõe de sistema de identificação de frentistas instalado, novos displays e acabamento na parte superior”, explica.

“O equipamento também possui velocidade de operação mais rápida e não há gotejamento do combustível. A bomba ainda dispõe de sistema de identificação de frentistas instalado, novos displays e acabamento na parte superior”, explica.



Para o diretor de Operações da ALE, Eduardo Dominguez, o pioneirismo da companhia na comercialização de biodiesel, na instalação da bomba com o sistema de recuperação de vapor e na implantação de energia renovável confirma o empenho em atuar no segmento de forma sustentável. “Estamos sempre atentos às legislações, mas, mais que isso, nossa premissa é sempre zelar pela saúde da nossa equipe e pela preservação do meio ambiente. O objetivo é prezar pelo desenvolvimento sustentável e pelo equilíbrio entre interesses econômicos, ambientais e sociai 

Coluna Minas Turismo Gerais. São 11 caminhos de 9 dias



Coluna
Minas Turismo Gerais

Jornalista Sérgio Moreira




Rota de peregrinação em homenagem a Nhá Chica

Virtudes atribuídas à beata mineira dão nome aos 11 trechos do percurso entre

Igreja


Minas Gerais ganhou um trecho do turismo religioso, na Estrada Real, onde viveu e morreu a beata mineira Nhá Chica, agora, é rota turística de peregrinação. O percurso de 220 km vai de Tiradentes a São Lourenço, passando pelas cidades de Santa Cruz de Minas, São João d'el-Rei, Carrancas, Cruzília, Baependi, Caxambu e Soledade de Minas. A Rota Nhá Chica - Caminho das Virtudes é um projeto do Sebrae Minas e foi lançado na última quinta-feira (22/8), em Baependi, no sul do estado. 

A cerimônia teve a presença dos presidentes do Sebrae Nacional, Carlos Melles e do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Roberto Simões. Analfabeta e filha de escrava, Francisca de Paula de Jesus, a Nhá Chica, nasceu em Santo Antônio do Rio das Mortes pequeno distrito de São João d'el-Rei. A beata viveu a maior parte da vida em Baependi, no Sul de Minas, onde dedicou-se aos mais necessitados ficando conhecida como a “mãe dos pobres”. 

Desde a sua morte, em 14 de junho de 1895, vários milagres e graças são atribuídos a ela. Esses relatos de cura por intercessão sem explicação científica foram decisivos para a sua beatificação em 2013. Em devoção a Nhá Chica, anualmente, centenas de pessoas fazem peregrinação rumo a Baependi (cidade onde a religiosa morreu) em agradecimento as graças alcançadas. 


A caminhada é por uma estrada de chão com paisagens exuberantes de cachoeiras, grutas, mirantes, serras e represas, que inspiraram o Sebrae Minas, em parceria com as prefeituras de nove cidades mineiras, a desenvolver um projeto de promoção turística regional em homenagem a beata mineira. 

Túmulo de Nhá Chica em Baependi, o trabalho do Sebrae Minas de desenvolvimento da rota teve início há dois anos, com ações de governança, pesquisas e levantamentos dos atrativos turísticos e históricocultural, roteirização e capacitação dos meios de hospedagem e de alimentação fora do lar da região. 

”Queremos que a Rota Nhá Chica – Caminho das Virtudes seja uma experiência de reflexão para turistas e devotos, e que ofereça uma infraestrutura adequada que estimule o aumento do fluxo turístico na região, e consequentemente, a ampliação das oportunidades para desenvolvimento dos pequenos negócios locais e a geração de emprego e renda para a população”, justifica o superintendente do Sebrae Minas, Afonso Maria Rocha. 

Além de ser um passeio de fé e reflexão, passando por diversas capelas, igrejas e santuários, a rota desperta a atenção dos turistas pelos atrativos gastronômicos, naturais, de aventura e histórico-culturais, podendo o trajeto ser feito a pé, de bicicleta, moto, cavalo ou carro. 

“A ideia é que hotéis, pousadas, bares, restaurantes localizados ao longo do percurso ofertem produtos e serviços de qualidade e que estejam preparados para serem pontos de acolhimento, oferecendo conforto e  aos peregrinos e turistas”, explica o superintendente do Sebrae Minas. 


Vale lembrar que a caminhada dura em média nove dias, em um ritmo aproximado de 20 km/dia, e pode ser feita em qualquer dos sentidos, tanto de Tiradentes a São Lourenço quanto de São Lourenço a Tiradentes. 

O trajeto é dividido em 11 trechos, de 11km a 30km cada percurso, que receberam os nomes das virtudes atribuídas à Nhá Chica: castidade, prudência, fé, humildade, fortaleza, justiça, pobreza, obediência, caridade, esperança e temperança. Até o final do ano, a rota será sinalizada com placas e avisos sobre o significado das virtudes atribuídos a beata mineira. 

Haverá ainda um site com todas as informações sobre o percurso e ainda um guia impresso que vai orientar turistas e peregrinos sobre as condições da caminhada em cada trecho, distância, tempo necessário, inclinação do terreno, equipamentos de segurança, serviços disponíveis nos municípios e estabelecimentos para alimentação e hospedagem. www.nhachica.org.br Rota Nhá Chica - Caminho das Virtudes.

Caminho da Castidade: de Tiradentes, passando por Santa Cruz de Minas até São João d'el-Rei (11 km). 

Caminho da Prudência: de São João d'el-Rei a Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno (11 km).

Caminho da Fé: de Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno a São Sebastião da Vitória (16 km).

Caminho da Humildade: de São Sebastião da Vitória a Caquende (22 km).

Caminho da Fortaleza: de Caquende, passando por Capela do Saco até Carrancas (30 km). 

Caminho da Justiça: de Carrancas a Estação de Carrancas (15 km).

Caminho da Pobreza: da Estação de Carrancas a Fazenda Traituba (20 km). 

Caminho da Obediência: da Fazenda Traituba a Cruzília (37 km).

Caminho da Caridade: de Cruzília a Baependi (19 km).

Caminho da Esperança: de Baependi passando por Caxambu até Soledade de Minas (30 km). 

Caminho da Temperança: de Soledade de Minas a São Lourenço (15 km) Parque das águas em Caxambu. 

Festuris em Gramado 

Estamos a menos de três meses da Feira Internacional de Turismo de Gramado (FESTURIS). 

E você agente de viagens, já garantiu seu credenciamento gratuito? Aproveite que ainda dá tempo, as inscrições encerram na próxima sexta-feira (30). Salões do Serra Park com os estandes do Festuris Entre os dias 7 e 10 de novembro você terá a oportunidade de ampliar sua rede de contatos em uma imersão no mercado turístico. 

São cerca de 2.500 marcas expondo as tendências do Turismo e mais de 65 destinos internacionais. Os grandes nomes do setor estarão no FESTURIS. Vai perder essa oportunidade única de networking e conhecimento? Gramado estará encantadora como sempre para receber você. Nesta época, a Serra Gaúcha respira o Natal. E pensando nisso, também queremos que aproveite sua vinda à região... 

Apresentando sua credencial do FESTURIS, agentes de viagens terão 50% de desconto no Espetáculo Korvatunturi, acesso gratuito a parques temáticos, benefícios exclusivos em restaurantes parceiros e tarifas especiais na hotelaria, além de um desconto especial de 15% no credenciamento do Meeting FESTURIS. 

A partir do dia 30 de agosto, o credenciamento de agentes de viagens pode ser feito somente através dos códigos fornecidos pelos Embaixadores do FESTURIS. Consulte quem são nossos representantes na Região Sul. www.festurisgramado.com 
________________________________________________ssergio51moreira@bol.com.br

ACESSE TODAS AS POSTAGENS E SAIBA TUDO SOBRE O MUNDO AUTOMOTIVO.