sexta-feira, 30 de julho de 2021

Chevrolet BOLT EV foi testado pelo Blog e deixou uma impressão excelente, digamos que é um carro que qualquer pessoa gostaria de ter. É confortável, rápido, seguro, tem bom acabamento e uma boa autonomia de 416 km e vai de 0 a 100 km/h em 7,3s


Texto e fotos: Arnaldo Moreira

Depois da agradável experiência com o Onix, publicada, ontem, volto a realizar novo teste de avaliação de um carro Chevrolet, agora a sua criação 100% elétrica, o BOLT EV, um crossover que já conquistou a preferência de um consumidor compromissado com a defesa do meio ambiente que liderou no primeiro semestre as vendas desse mercado em crescimento. Custa R$ 270.170,00, tem oito anos de garantia das baterias e de três anos para o carro.


A boa sensação de guiar um carro elétrico começa quando você liga o motor e fica em dúvida se ele já está funcionando porque não ouve o característico barulho dos motores a combustão. Você se dá conta que o BOLT está funcionando pelo painel ligado.


Dirigir um carro elétrico na verdade pouca diferença tem dos automáticos, a não ser a resposta ao pisar o acelerador. Se pisar mais fundo ele sai em disparada – vai de 0 a 100 km/hora em 7,3 s, sem ruído, silenciosamente, graças ao conjunto propulsor que entrega 203 cv de potência e 36,7 kgfm de torque em qualquer faixa de rotação, o que proporciona retomadas vigorosas de grande importância em ultrapassagens.



Para mostrar os detalhes do carro escolhi um belo ponto turístico carioca, o mirante da estrada de acesso à Prainha, na Zona Oeste, com a intenção de depois seguir até Barra de Guaratiba para almoçar nessa ponta da cidade que se transformou num procurado polo gastronômico.


O BOLT EV chama a atenção pelo design harmonioso e as linhas limpas. A frente parece estar prestando atenção ao que se passa por perto. A grade com elementos em alto relevo separa os faróis com tecnologia HID e luz de condução diurna em LED são muito eficientes garantindo uma excelente iluminação da estrada.


Um dos receios de quem compra um carro elétrico é a autonomia disponível, mas esse problema vem sendo resolvido pelas montadoras e o BOLT EV já garante 416 km de autonomia média, suficiente para ir do Rio a São Paulo sem necessidade de recarregar as baterias. Para garantir um melhor aproveitamento da bateria, o BOLT tem um sistema regenerativo que aproveita a energia dissipada em frenagens e desacelerações para ampliar sua autonomia. Se, no entanto, isso for preciso, ao longo do trecho existem seis pontos de carga disponíveis na Dutra.

O custo estimado por quilômetro rodado do elétrico da Chevrolet é até quatro vezes inferior ao de um modelo flex do mesmo porte – e inferior ao de híbridos também.


A carga completa das baterias pode ser feita em uma tomada de 110 ou 220 volts, demorando, respectivamente, 78 h e 39h. Se a corrente for 240 volts, esse tempo é reduzido para 9h30, já num posto de recarga de 300 a 400 volts, a carga é completada em 3h.


Um item super importante no BOLT EV é a segurança. Vem equipado com 10 airbags, freio de estacionamento elétrico, assistente de permanência na faixa, alerta luminoso de ponto cego com sensor de aproximação repentina, aviso de tráfego traseiro cruzado, alerta de colisão frontal e sistema de frenagem automática com detecção de pedestres, além das câmeras HD de alta definição, estrategicamente posicionadas para criar uma visão panorâmica virtual do veículo, a fim de ajudar você quando estiver estacionando ou dirigindo em baixas velocidades.


O sistema é composto por quatro câmeras HD 360º: a câmera de ré padrão, uma câmera frontal na parte dianteira da grade e uma embaixo de cada espelho retrovisor lateral do veículo. O espelho retrovisor central se transforma numa tela que projeta imagens da parte traseira em maior ângulo.


 


O sistema de multimídia MyLink no centro do painel tem uma tela de 10,2” que oferece uma ampla gama de informações sobre o funcionamento do carro, a carga disponível, locais e hora de recarregar, acesso compatível com Apple CarPlay e Android Auto, controle de ar condicionado, rádio e smartphone.



O painel de instrumentos tem tela customizável de 8” do computador de bordo que oferece dados, em tempo real, de velocidade e consumo instantâneo, consumo médio, pressão dos pneus, velocímetro digital. 


O volante forrado de couro tem aquecimento e comporta o controle automático de velocidade, de voz, som, entre outros.


O Bolt tem 4.165 mm de comprimento, 1.765 mm de largura e 1.610 mm de altura. A distância entre eixos é de 2.600 mm, enquanto o peso de 1,6t é distribuído de forma quase simétrica entre eles. Soma-se a isso o baixo centro de gravidade que contribui para uma excelente dirigibilidade e estabilidade do veículo.


Espaço é o que não falta no crossover que acomoda cinco passageiros com comodidade. O banco traseiro transforma o encosto do assento do meio num apoio de braço com porta-copos. Os passageiros do banco, que têm ao dispor uma tomada USB, gozam de um bom espaço para as pernas e boa distância até o teto.


Na frente, motorista e carona têm apoio de braço regulável e ambos os bancos têm regulagem de altura manual. Os bancos de couro têm aquecimento.


A capacidade do porta malas é uma das mais bafejadas da categoria e vai de 478 a 1.603 litros com os bancos traseiros rebatidos, medidas semelhantes às do Chevrolet Equinox. O acabamento é de carro de luxo.


Minha opinião: Dirigir o BOLT EV é um exercício de prazer muito agradável. O carro é muito estável graças às pesadas baterias instaladas no meio do carro que melhoram o centro de gravidade. É espaçoso, confortável e totalmente silencioso. O desempenho é incrível, faz ultrapassagens seguras. Acho-o caro e lamento que o governo não se interesse em agir para que o preço dos elétricos fique mais perto do bolso de uma maior quantidade de consumidores levando em conta a importância dos veículos elétricos na defesa do meio ambiente. O BOLT é com certeza um carro muito interessante e atraente. Vale passar numa concessionária Chevrolet e fazer um test-drive. 

Ficha técnica:

§  Modo de direção “One Pedal” com sistema regenerativo dos freios

§  Espelho retrovisor central por câmera

§  Assistente de estacionamento com visão 360 graus

§  Painel digital customizável com tela de 8 polegadas

§  MyLink com tela de 10,2 polegadas compatível com Apple CarPlay e Android Auto

§  Sistema de som de alta definição Bose

§  Faróis com tecnologia HID e luzes de condução diurna em LED

§  Lanternas traseiras em LED

§  Sensor crepuscular

§  Pneus autovedantes com rodas aro 17

§  Assoalho plano com fechamento aerodinâmico

§  Sistema de recarga de smartphone por indução magnética (sem fio)

§  10 airbags

§  Assistente de permanência na faixa

§  Alerta de ponto cego com sensor de aproximação repentina

§  Aviso de tráfego traseiro cruzado­­

§  Alerta de colisão frontal com detecção de pedestres

§  Frenagem automática em baixa velocidade para mitigar acidentes

§  Bancos de couro e volante com aquecimento

§  Sistema de partida do motor por controle remoto

§  Freio de estacionamento elétrico com acionamento por botão

 































2 comentários:

ACESSE TODAS AS POSTAGENS E SAIBA TUDO SOBRE O MUNDO AUTOMOTIVO.