terça-feira, 20 de julho de 2021

Nissan lança programa de desenvolvimento de funções cerebrais para otimizar a performance de pilotos de competição Pilotos de Fórmula E da Nissan serão monitorados e treinados para otimizar a velocidade, reação e regularidade

 


Yokohama, Japão – A Nissan Motor Co., Ltd. lançou um programa inovador, com foco em pesquisa da anatomia e das funções cerebrais, para o treinamento e desenvolvimento de seus pilotos de Fórmula E, Sébastien Buemi e Oliver Rowland.

Chamado de Nissan Brain to Performance, o programa utiliza análises de imagens cerebrais avançadas para definir as especificidades anatômicas dos pilotos profissionais de alta performance. O programa tem como objetivo desenvolver treinamentos otimizados sob medida, para aprimorar a anatomia e as funções cerebrais relacionadas à pilotagem em competições.

"Na Nissan, nós ousamos fazer o que os outros não fazem. Com este programa pioneiro, queremos compreender as funções cerebrais dos nossos pilotos de corrida como jamais foi feito antes, para superar os limites da performance nas pistas da Fórmula E", disse Tommaso Volpe, diretor mundial de esportes a motor na Nissan. "E se, por meio da análise avançada e treinamento das funções cerebrais, pudéssemos ajudar a melhorar a performance dos nossos pilotos? Cada décimo de segundo conta na Fórmula E, por isso estamos ansiosos para ver como nossa equipe de pesquisa de ponta na Nissan pode melhorar ainda mais as funções cerebrais de alta performance do Séb e do Oli".

O programa será coordenado pelo Dr. Lucian Gheorghe, líder na área de análise cerebral e treinamento, que terá um papel fundamental na pesquisa de vanguarda conduzida pela Nissan sobre como melhorar as conexões entre as pessoas e os veículos da Nissan. A prioridade número um do programa Nissan Brain to Performance é otimizar a performance dos pilotos de Fórmula E da Nissan.

Gheorghe disse: "Nossos cérebros são incrivelmente poderosos. Nós não nos damos conta de que eles realizam inúmeras funções críticas a cada segundo enquanto estamos dirigindo nossos carros. Nossos pilotos de Fórmula E da Nissan são altamente preparados e experientes, realizando estas funções sob grande pressão e em alta velocidade, na busca constante por tempos de volta sempre menores. Nosso programa Nissan Brain to Performance tem a meta de compreender como sua atividade elétrica cerebral permite que eles sejam performantes. Se isso for possível, gostaríamos de ajudá-los a melhorar ainda mais sua performance por meio de um treinamento cerebral sob medida. No futuro, será que é possível fazer com que nossa pesquisa de ponta ajude a melhorar as técnicas de direção dos motoristas comuns e também contribua para o desenvolvimento dos nossos veículos elétricos de produção em série? Esperamos que sim".

A primeira fase do novo programa vai envolver análises detalhadas e testes das funções cerebrais dos pilotos de Fórmula E, que serão comparadas com as de um grupo de controle formado por motoristas "comuns", que não são pilotos de competição. Todos os participantes realizarão uma série de tarefas em simuladores de pilotagem de alta tecnologia, enquanto suas atividades cerebrais são monitoradas e registradas. Com base nos resultados, será desenvolvido um programa de treinamento de pilotagem sob medida envolvendo estimulação elétrica cerebral, com o objetivo de melhorar a performance dos pilotos.

Visão geral dos principais pontos da área de pesquisa

  • Compreender como a anatomia e as funções cerebrais dos pilotos de Fórmula E da Nissan se diferenciam em comparação com os motoristas comuns:
    • Por meio da definição de um espectro da atividade cerebral dos pilotos, o programa proporcionará uma compreensão clara do impacto da estimulação elétrica cerebral.
  • Mediante o uso da estimulação elétrica cerebral, seria possível otimizar o cérebro de um piloto profissional, para melhorar sua performance nas pistas?
    • Ao conhecer a atividade cerebral atual, um programa de treinamento sob medida dos pilotos pode ser iniciado, monitorado e mensurado.
  • É possível utilizar um treinamento por meio de uma interface cérebro-computador para melhorar as técnicas de direção em geral, com um objetivo de longo prazo de contribuir para e otimizar o desenvolvimento de futuros veículos elétricos da Nissan, com foco em atingir o mais alto nível de concentração e emoção?
    • Podem ser feitas recomendações em torno da natureza intuitiva no desenvolvimento de futuros veículos elétricos, com base em uma melhor compreensão da bioeletricidade, para otimizar ainda mais a experiência de condução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ACESSE TODAS AS POSTAGENS E SAIBA TUDO SOBRE O MUNDO AUTOMOTIVO.